Arquivo da tag: Dados em nuvem

Dados em nuvem. Para que ?

cloud

Até recentemente, quando se falava em nuvem ou, no jargão da TI ( Tecnologia da Informação ) “Cloud computing”, a maioria das pessoas imaginava sempre aplicações super sofisticadas em grandes empresas. Atualmente isto está bem longe da verdade.

É importante, antes de mais nada definirmos exatamente o que é “a nuvem”. A nuvem é uma infraestrutura de hardware e software, disponibilizada a base de aluguel, de forma proporcional ao uso, por em geral, grandes empresas, para que as empresas clientes destes serviços, possam utilizar estes recursos sem se preocupar em adquirí-los de forma permanente e mantê-los em estruturas físicas próprias.

Atualmente os principais fornecedores destes serviços são a Amazon com o Amazon Web Services, a Microsoft, com o Microsoft Azure ,a IBM com o SoftLayer e o Google com a Google Cloud Platform.

O objetivo fundamental destes serviços é levar as empresas recursos computacionais, pagos em geral de forma proporcional ao uso, sem necessidade de aquisição permanente e alocação de infraestrutura própria, investimentos permanentes e manutenção.

Algumas vantagens de usar serviços em nuvem :

1 – Economia na aquisição de hardware

Ao invés de adquirir um servidor, a empresa pode simplesmente alocar a capacidade de processamento que necessita em nuvem. Desta forma, não precisará se preocupar também com a instalação física do mesmo e com sua manutenção.Desta forma deixa de existir também o conceito de obsolescência do servidor que estará sempre atualizado.

2 – Segurança dos dados

A manutenção de dados em servidores próprios gera a necessidade de rotinas de backup de forma a evitar perdas de dados causadas por falhas nos equipamentos, vírus e outras causas. Estando os dados em nuvem, os mesmos estarão muito mais seguros com sua integridade mantida pelas rotinas de segurança de alto padrão técnico do fornecedor de serviços em nuvem.

3 – Acesso remoto as informações

Muito embora seja possível o acesso remoto a dados mantidos internamente nas empresas, esta possibilidade implica em cuidados com a segurança que geram custos que podem ser evitados. Mantendo os dados em nuvem, pode-se ter esta flexibilidade de forma mais econômica e segura.

4 – Alocação elástica de recursos

Se a empresa necessita de mais capacidade de processamento ou armazenamento de forma sazonal, ela pode alocar os recursos extras necessários e, no momento em que não mais precisar deles, simplesmente desalocá-los.Um exemplo seria uma empresa de varejo que tem um pico de movimento no Natal que depois se reverte. Para o período de Natal, esta empresa alocaria recursos extras na nuvem e em seguida desmobilizaria os mesmos. Sem a núvem, esta empresa se veria obrigado a manter recursos de hardware e software superdimensionados durante todo o ano apenas para ser capaz de responder adequadamente ao pico de movimento que ocorre no Natal.

5 – Recursos de hardware e software sempre atualizados

Sua empresa passa a apenas usar os recursos contratados deixando por conta de seu fornecedor todas as atividades relacionadas a manter os recursos atualizados.Desta forma sobra mais tempo para sua equipe se dedicar as tarefas diretamente ligadas a atividade fim de sua empresa.

Até o próximo texto. Obrigado.