Arquivo da tag: software para fazendas

Gerente AgroNegócios S5 Vx – Integração do financeiro com a manutenção das máquinas

A gestão dos custos com mecanização  é uma das tarefas mais importantes na gestão do agronegócio.

Afinal, estes custos, além de representarem uma parcela importante nos custos de produção,  são passíveis de um nível de controle por parte dos gestores que não existe em outros custos como os dos insumos por exemplo.

Na gestão destes custos, o apontamento das despesas com manutenção é uma das tarefas rotineiras e para isto, o Gerente AgroNegócios S5 Vx integra totalmente o apontamento das notas de entrada com as manutenções realizadas em cada máquina.

O Gerente AgroNegócios S5 integra o financeiro com o registro das manutenções

Desta forma, quando uma manutenção é realizada em uma máquina, o programa possibilita as seguintes facilidades :

  • Registro da nota recebida da oficina com a discriminação das peças e serviços realizados.
  • Ao registrar as informações da nota, o operador poderá informar a máquina associada aos serviços de manutenção e peças utilizadas na mesma.
  • A partir destas informações, o programa irá criar de forma automática um novo registro de manutenção com peças e serviços correspondentes a nota, de forma a que o serviço e peças possam ser consultados no histórico de manutenções da máquina.
  • Os custos da manutenção passam a compor de forma automática os custos operacionais da máquina que será recalculado de forma automática pelo programa.
  • Opcionalmente o operador poderá armazenar junto com a nota, uma imagem da respectiva nota fiscal. Desta forma,  em caso de necessidade, como consultar a garantia por exemplo, uma cópia deste documento estará a disposição de forma rápida e simples.

O vídeo no início deste artigo apresenta de forma resumida como estas operações são realizadas no programa.

Até a próxima !

 

 

Lançamento : Gerente AgroNegócios S5 Vx

Um software para fazendas que já possuem algum nível de organização de suas contas e atividades e agora desejam partir para um software estruturado integrando controles técnicos e financeiros da propriedade.

Principais características :

  • Possibilita a opção por operar em nuvem ou com o banco de dados em servidor próprio.
  • Elaborado com ferramentas de última geração com benefícios inigualáveis a facilidade de uso.
  • Estrutura apta a emissão de notas fiscais eletrônicas quando necessário.
  • Utilização intensa de gráficos e dashboards para apresentação dos resultados de forma clara e agradável aos gestores.
  • Pedidos de compra com controle de entregas parciais.
  • Entrada facilidade de notas fiscais através da importação de arquivos XML das notas.
  • Controle de projetos para gestão financeira de obras como construção de silos e benfeitorias na propriedade.
  • Controle finaneiro com contas a pagar, notas de entrada e saída, bancos e caixa.
  • Controle de custos de produção e máquinas agrícolas.
  • Controle de estoques com rastreabilidade opcional.

Estaremos nos próximos textos abordando detalhadamente cada uma das funcionalidades deste software através de textos e exemplos práticos em filmes.

Agende uma apresentação prática !

 

 

 

 

Custos indiretos – Lidando com eles em um software para fazendas

Uma questão que constantemente recebemos daqueles que estão iniciando a implantação de um software para fazendas, é com relação a questão dos custos indiretos.

Esta é uma questão de muita importância já que além é claro dos custos diretos com insumos,  maquinário e pessoal diretamente ligados a produção, as receitas geradas devem cobrir estruturas administrativas e outros custos indiretos que são essenciais para manter a estrutura produtiva funcionando adequadamente.

rat

Exemplos de custos indiretos

Como exemplo destes custos indiretos, podemos citar :

  • Custos com pessoal administrativo
  • Custos com maquinário relacionados as chamadas atividades de apoio tais como conservação da propriedade, transporte interno, transporte de pessoal, limpeza de estradas e outras não relacionadas diretamente às lavouras
Os custos indiretos devem desta forma, compor uma parte adicional dos custos de produção de cada talhão e lavoura.

A forma de fazer chegar esta parte dos custos aos custos de produção será através de rateios e o critério mais utilizado para a realização destes rateios, é através de uma proporção a área de cada talhão. Talhões maiores pagam mais e talhões menores pagam menos.

Há outras formas de se pensar nos rateios, envolvendo por exemplo volumes de faturamento e investimentos em cada lavoura e o assunto é vasto.Porém, na maioria dos casos, o rateio proporcional às áreas é prático o suficiente para tornar a apuração dos custos mais precisa e de uma forma fácil de ser compreendida e aplicada pelos gestores.

No Módulo de AgroNegócios da linha Gerente 2018, a estratégia utilizada é a criação dos chamados “Planos de Rateios”. Em cada plano de rateios, o operador define as lavouras e talhões participantes bem como as contas do plano de contas a serem rateadas. A partir destas informações , o programa irá repassar aos talhões, as cotas correspondentes às despesas ocorridas nas contas inseridas nos planos, no período de validade de cada plano de rateios.

Um critério, duas aplicações

A proporcionalidade das áreas para os talhões participantes de cada plano de rateio, serão da mesma forma utilizadas para ratear os custos das atividades de apoio ocorridas dentro do período de validade de cada plano de rateio.

A imagem abaixo apresenta um exemplo de plano de rateio no Módulo de AgroNegócios de nossa linha Gerente 2018.

raapoioCuidando para ter precisão sem complicar

A questão dos rateios é importante e pode gerar uma série de discussões sobre critérios de definição e aplicação. Porém, dentro de nossa experiência, temos percebido que quanto mais complexo for o critério, mais difícil acabam sendo sua implementação e consequentemente a compreensão dos resultados gerados.

Mesmo os rateios por área, exigem esforços que para propriedades que estão saindo das planilhas e começando com seu primeiro software para fazendas, entendemos que os rateios são um passo a ser dado em uma fase seguinte do processo de informatização. Do nosso ponto de vista é melhor começar do básico com os apontamentos do financeiro e das atividades operacionais, tratando inicialmente dos custos diretos apenas. Uma vez consolidada esta etapa, ai sim pode-se começar a trabalhar também os rateios.

Aproveitamos aqui para convidá-lo a conhecer nossa linha de softwares para o agronegócio através deste link.