Sua empresa se preocupa com SEO ? Nem sabe o que é? Deveria !

 

future-search-box-ss-1920-800x450

Atualmente estamos todos, empresas e pessoas físicas boa parte do tempo vivendo em redes virtuais.

Atualmente estamos todos, empresas e pessoas físicas boa parte do tempo vivendo em redes virtuais.

Acessando a Internet todo o tempo seja para diversão, informação ou negócios.E, nas redes sociais para troca de informações, contato com amigos e também a trabalho.

No caso das empresas, estar em rede não é uma opção.É uma imposição de nossa realidade atual. Um cliente dentro de sua empresa, se informando sobre um produto com um vendedor, muitas vezes estará ao mesmo tempo, pesquisando aquele mesmo produto no celular que está em suas mãos, no qual está um concorrente oferecendo o mesmo produto, alí na sua frente, dentro de seu estabelecimento.

O cliente que por alguma razão, pegava o telefone e procurava o SAC das empresas para reclamar, cada vez mais vai fazer sua reclamação no Facebook, no Twitter ou postar um vídeo mostrando o defeito do produto que comprou em sua empresa, no YouTube para viralizar e deixar a empresa com poucas chances de defesa diante do furacão viral.

Todas as empresas estão na rede, seja de forma consciente, optando estratégicamente sobre como se posicionar, ou, de forma inconsciente, sendo levadas pelo acaso e pelas ações de seus concorrentes.

Quando tratamos do posicionamento estratégico da empresa na Internet, uma questão fundamental é se sua empresa é “visível” nos mecanismos de busca como Google, Bing e Yahoo.

Um site corporativo ou pessoal sem visitantes é como uma loja em um deserto.

Vamos imaginar que o principal produto comercializado por voce seja por exemplo “autopeças” e sua empresa esteja localizada na cidade de Curitiba. Quando um cliente for ao Google pesquisar por este tipo de produto, estando em Curitiba, ele poderá por exemplo digitar “Autopeças  Curitiba” na caixa de pesquisas do Google. Sua empresa aparecerá na relação de resultados ? Aparecerá na primeira página ? Em caso positivo, ótimo, as chances de que este cliente potencial click no link que leva a seu site será grande e quem sabe, poderá se tornar  um novo cliente.Um a mais entre os outros tantos que estão neste momento usando o Google e outros mecanismos de busca para procurar produtos e serviços como os que você comercializa.

Por outro lado, se sua empresa não estiver bem posicionada na lista de resultados do Google, sua carteira de clientes poderá estar neste momento deixando de ganhar um novo cliente ou, ainda pior, perdendo um cliente que acaba de conhecer seu concorrente e resolveu  fazer a compra com ele.

E o SEO , o que é afinal ?

SEO, a abreviatura de Search Engine Optimization, é um conjunto de técnicas e estratégias que visam favorecer um bom posicionamento do site nas listas de resultados apresentadas como resultado das pesquisas.

O objetivo das ações de SEO é fazer com que sua empresa apareça nos resultados das buscas antes de seus concorrentes favorecendo desta forma a captação de novos clientes a partir dos chamados resultados orgânicos de busca. Ou seja aqueles resultados que não envolvem o pagamento de espaço publicitário.

A lista do Google na qual são apresentados os resultados de uma pesquisa é chamada SERP ( Search Engine Results Page ) e as primeiras empresas que aparecem são aquelas que estão pagando para estar ali.

Por outro lado, quem pesquisa, tende a dar um crédito especial aquelas empresas que, logo abaixo dos resultados pagos, se colocam nos primeiros lugares dos resultados orgânicos ( não pagos ).Afinal, na opinião das pessoas, há uma espécie de mérito implícito para elas estarem ali. É consenso que há a percepção de uma dose extra de  credibilidade acompanhando estas empresas que são relacionadas sem estarem pagando por isto.

E como o SEO favorece um bom posicionamento das empresas na SERP ?

Não é nosso objetivo aqui ter um texto exaurindo o tema até porque sua complexidade não permite mas podemos enumerar alguns pontos que são relevantes na estratégia de SEO.

São eles :

  • O site deve ser bem estruturado de forma a proporcionar aos visitantes a possibilidade de navegar pelo mesmo de forma simples e intuitiva.
  • O site deve apresentar conteúdo relevante e se possível inédito que faça “valer a visita” aos visitantes.
  • O site deve ter seu conteúdo incorporando, de forma natural, as palavras chave ou variações das mesmas usadas pelos clientes potenciais quando estes utilizam os mecanismos de buscas.
  • Títulos das páginas e meta tags adequadamente preenchidas e contemplando uma estratégia de exposição das palavras chave citadas.
  • Páginas “leves”  que possam ser rapidamente carregadas tanto em computadores desktop quanto em dispositivos móveis.
  • Design do site adequado a utilização em dispositivos móveis com ótima experiência de uso na carga das páginas, layout se adequando ao dispositivo ( “design responsivo” ) e boa velocidade de carregamento.
  • Sites de empresas com reputação reconhecida em seu ramo com links apontando para uma ou mais de suas páginas e endossando assim a reputação de sua empresa no ramo em que atua.
  • A presença de sua empresa, através de perfil próprio em redes sociais como Facebook, Twitter, Google+, Linkedin e outras para com esta presença reforçar sua credibilidade e, através das interações com o público, como comentários favoráveis, replicação de seus conteúdos por terceiros e outras interações, endossar sua autoridade no segmento em que atua.
  • URLs ( os endereços das páginas ) legíveis do ponto de vista dos visitantes.
  • Mapa do site ( sitemap ) atualizado e disponível aos robôs que fazem o trabalho de pesquisa que possibilita ao Google classificar os mesmos entre bilhões de outros endereços.
  • Evitar páginas órfãs, às quais não se consegue chegar através de nenhum menu ou link interno, perdidas em meio as demais páginas do site.
  • Criar links internos possibilitando a navegação entre conteúdos relevantes no site.
  • O conteúdo deve ser legível,  bem redigido, sem erros ortográficos e de leitura agradável ao visitante.
  • O conteúdo deve utilizar sempre que possível, imagens, infográficos e vídeos publicados no YouTube.

Há outros pontos mais técnicos que não vamos enumerar aqui por não se enquadrar no escopo deste texto.

É importante saber que estima-se haver mais de 200 ítens em um site que são analisados pelo Google ao classificar o mesmo.

A imagem abaixo é resultado de um estudo realizado pela empresa Mediative, com a análise térmica dos pontos de interesse visual em uma página de resultados do Google ( S.E.R.P ).Em relação a estudos anteriores, percebeu-se que o exame da página foi se verticalizando como resultado da maior utilização dos celulares.Por outro lado, a zona de maior interesse foi se deslocando do topo da página para o início dos resultados orgânicos.

Por outro lado, os programas de classificação ( algorítmos ) evoluem constantemente havendo uma estimativa de que no caso do Google, são testadas anualmente mais de 500 variações de seu algorítmo de busca.

Assim, torna-se claro que é impossível a uma empresa normal, acompanhar passo a passo a evolução destes algorítmos de forma a adequar sua estratégia de SEO aos mesmos.

O importante é tomar conhecimento do que está por trás destes algoritmos a nível de filosofia de trabalho e procurar entender o que eles esperam do site de sua empresa quando determinam se a mesma deverá aparecer em primeiro ou em centésimo lugar nos resultados apresentados a quem pesquisa um produto ou serviço comercializado por você.

Atualmente é consenso de que o que se espera de sua empresa para que a mesma seja bem classificada nas buscas é, de forma resumida, ser capaz de entregar conteúdo relevante aos visitantes do site, que este conteúdo esteja de acordo com as palavras chave que levaram o visitante até ali e, por outro lado, que sua empresa seja “social”, sendo capaz de manter presença e se posicionar adequadamente nas redes sociais.

Desta forma, é fácil perceber que manter uma estratégia de SEO não é simplesmente uma tarefa que possa ser delegada “ao pessoal que faz o site”. É sim um trabalho que deve envolver várias áreas da empresa para fazer com que o site, sendo um cartão de visitas bem elaborado e rico em informações para os visitantes, possa se tornar uma ferramenta valiosíssima na captação de novos clientes.

É um trabalho contínuo, que requer planejamento, metas, monitoramento dos resultados, avaliações,  ajustes e disciplina nestas ações.Além é claro de capacidade analítica de forma a que os envolvidos tenham condições de, a partir de ferramentas como o Google Analytics, ter condições de interpretar as estatísticas de tráfego e a partir delas gerar ações de  aperfeiçoamento do trabalho.

É um trabalho que requer esforço , tempo e capacitação.Porém, ter o Google, entre outros, trabalhando para trazer clientes a sua empresa compensa largamente este esforço.

 

 

2 opiniões sobre “Sua empresa se preocupa com SEO ? Nem sabe o que é? Deveria !”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *